sexta-feira, 5 de Novembro de 2010

Sayonara Japan!


Tudo o que comeca, tem um fim. A beleza da vida e' que nunca sabemos quando as coisas terminam.

Foram tres anos fantasticos, e inesqueciveis, da minha vida. Uma experiencia unica. Tenho consciencia que me encontro entre os poucos cidadaos deste mundo, que tiveram o privilegio de viver, e sentir, um pais como o Japao. No meu caso, uma cidade como Toquio... simplesmente fascinante.

E a hora, triste, chegou. Passados exactamente 3 anos. Curiosamente, ou nao, parti de Lisboa, rumo ao desconhecido, no dia 04-Novembro-2007. Sai do Japao, de Toquio, no dia 04-Novembro-2010. Tres anos. Tres, o meu numero da sorte. Coincidencia? Destino? Cada vez me convenco mais de que nada na vida acontece por acaso. Veremos.

Custa-me deixar a cidade, onde em tres anos, fui muito feliz e... infeliz... Para quem pensa que viver fora e' facil, desiludam-se. Nao e'. Vivi, como em tudo neste pais, um extremo de sentimentos. Mas e' isso que nos faz crescer e tornar-mo-nos pessoas melhores.

Mas mais importante que a cidade e pais, o que mais me entristece deixar sao as pessoas... e que pessoas fascinantes conheci nesta aventura. Custa muito deixar para tras amizades tao fortes, criadas em apenas 3 anos da minha vida. A distancia de "casa" aproxima as pessoas. Torna-nos mais tolerantes. Aprendemos a gostar dos outros pelo que realmente sao, e nao pelo que tem ou por de onde vem.

E agradeco-vos a todos... os mais fieis, os menos fieis, os conhecidos e os incognitos leitores. Obrigado por terem vindo e por todo o feedback e comentarios que deixaram. Deram-me a forca necessario. Mas tudo o que comeca termina... e este blog chegou ao fim.

Deixo-vos com um video, que para mim marca o que e' Tokyo.



Sayonara Tokyo! Sayonara Japan! Espero, sinceramente, que seja um "Ate Ja".

Nuno-san
Tokyo, 04/11/2007-04/11/2010

sexta-feira, 21 de Agosto de 2009

Verão Azul (Verano Azul)...



Todos os rapazes e raparigas para a minha idade (aqueles por volta dos 25 anos...) lembram-se com toda a certeza dessa famosa e deslumbrante série Espanhola na televisão chamada "O Verão Azul"... em Gallego, "Verano Azul". Aqui fica um pequeno excerto para ajudar a relembrar:



Bem, resolvi e aderi à coisa... a coisa não significa o Verão, pois sobre esse não tenho grande controlo ainda mais com todas estas mudanças climáticas... aderi à bicicleta! E digo-vos, foi das melhores coisas que fiz em Tóquio! Só lamento só o ter feito bastante tarde, um ano e três após a minha chegada à terra do sol nascente. Grande estúpido que fui! Aqui esta' o bicho! Cestinho a frente e tudo!



Agora sim... vejo a cidade com outros olhos. Para mim, Tóquio era um conjunto de "sub-centros" desligado entre si. E então não é que agora percebo que os ponto se ligam? Que há mesmo estradas e ruas que ligam as várias zonas de Tóquio?!? LOL! Esta cidade não tem um centro... tem várias cidades, ou centros, espalhados numa área enorme. Não é cá como as nossas capitais Europeias, aquelas cidadezinhas com um centro histórico, muitos monumentos e igrejas e catedrais. Não, aqui não... não há nada disso. É uma cidade para ser vivida e experimentada. Monumentos nem vê-los (quer dizer...). E tirando alguns templos, existem obras de arquitectura fantásticas que farao com certeza corar de inveja qualquer arquitonto. Aqui, parece-me valer de tudo urbanisticamente.
Mas engraçado, engraçado nesta cidade, é o "People Watching".... um dos meus desportos favoritos por cá! Por falar em desportos, agora e' que vai ser pedalar!

segunda-feira, 17 de Agosto de 2009

Olha quem me vem ca visitar!

Pois e'... a Mariza vem ca' a Toquio. Dia 14 de Outubro. La estarei, se os bilhetes nao esgotarem rapidamente.

A oferta cultural nesta cidade e' impressionante. Todos os dias ha inumeros espectaculos... concertos sejam de musica classica ou de rock, operas, bailados, etc... Para nao falar nas exposicoes. A oferta e' incrivel, como incrivelmente caros sao os precos dos bilhetes. Sempre acima dos 60 euros... bem acima.

Curioso, por aqui, e' os espectaculos ditos "nocturnos" comecarem habitualmente por volta das 18:00/19:00. Numa terra que e' conhecida pelas pessoas trabalharem longas horas, o que na realidade significa que passam muitas horas no escritorio, sendo pouco productivas/eficientes (faz-me lembrar um pais que conheco bem!), questionar-se-ia se os espectaculos a essas horas atrairiam muita gente. E a realidade e' que estao sempre cheios... claro que maioritariamente cheios de mulheres bem como de pessoas reformadas. Reformados a pagarem 60+ Euros por um bilhete... estao a imaginar o poder de compra por aqui!

Relativamente as pessoas que trabalham em horarios "normais", poucos sao os que podem... muito poucos. Para se estar as 6h da tarde no local do espectaculo, e atendendo ao tamanho enorme desta cidade, tem que se sair bastante cedo do emprego... que por ca nao e' uma coisa muito bem vista. Nao ha ca' esta historia do faco, ou recupero, amanha!

O site oficial, em Japones (o que tem piada) e' o http://mariza2009.jp/ e aqui vos deixo com uns dos videos que faz a promocao da "nossa" Mariza:



Embora goste mais da versao mais emotiva, e gravada no concerto da Torre de Belem. E' um dos meus favoritos, que puxa sempre uma lagrimazita no canto do olho... tao bem que eu agora percebo os emigrantes quando longe da terra :-)
Aqui fica para a posterioridade:

quinta-feira, 13 de Agosto de 2009

O estado da Nação...

Meus amigos... isto tem andado agitado por cá!
Então é assim... desde Domingo:
- Três tremores de terra (ou sismos, conforme preferirem) bem perceptiveis
- Um alerta de Tsunami
- Um alerta de Tufão que passou a tempestade tropical
- A estação das chuvas que era suposto ter terminado a meio de Julho (no máximo) ainda não acabou

Ou seja, de dois em dois dias há um sismo assim para o "maiorzito" (magnitude 6.5 - 7.0 na escala de Ritcher - medido no epicentro, claro), que sempre nos sobressalta um bocado. Aqui fica a prova:

Sismo 1: 09 Aug 2009 - 19:56 JST; Magnitude: M6.9; JMA Seismic Intensity: 4


Sismo 2: 11 Aug 2009 - 05:07 JST; Magnitude: M6.6; JMA Seismic Intensity: 6-


Sismo 3: 13 Aug 2009 - 07:49 JST; Magnitude: M6.5; JMA Seismic Intensity: 5-


Eu já sabia que não vivia numa cidade monótona... mas também não era preciso tanta agitação!

Já tinha passado por alguns (pequenos) tremores de terra na Terceira, Açores, quando por lá vivi... embora felizmente não estava lá no grande terramoto de 1981. Mas isto aqui no 8º andar treme um bocado.

Mas sinceramente, do mal o menos... Tóquio, e o Japão, são com certeza os melhores locais do mundo para se estar em caso de catástrofe natural... está tudo aqui preparado para isso... os prédios, os procedimentos de emergência, as pessoas, tudo... até eu já me sinto bastante relaxado quando isto acontece. Ou será que estou resignado à impotência humana perante a força da natureza?!? Parece-me mais isso!
Pelo menos no escritório tenho o meu Kit maravilha, "anti-tremor-de-terra"!

Para os mais curiosos e leigos nesta matéria, e como ultimamente tenho lido e aprendido algo sobre os tremores de terra, aqui partilho os meus profundos conhecimentos de hoje sobre magnitude vs. intensidade de um sismo:
- Magnitude: o tamanho (força) de um sismo através da medida indirecta da energia libertada. Esta medida é feita no epicentro do sismo. A famosa escala de Ritcher.
- Intensidade: mede os efeitos locais e potencial de destruição produzido por um sismo na superficie da terra, e forma como afecta pessoas, animais, estruturas e objectos naturais nesse local. É medida no local onde o sismo é sentido, logo a intensidade varia de local para local... o que a torna numa medida mais "realista". A escala de Mercalli será a mais conhecida. Mas não estivessemos no Japão, e claro que por aqui usam uma escala própria para medir a intensidade... a "Shindo scale" (a escala do "JMA - Japan Meteorological Agency", que é nos dias de hoje o meu site de eleição!).
Tenho dito!

sexta-feira, 24 de Julho de 2009

quinta-feira, 2 de Julho de 2009

Os sabores II

Recentemente falei por aqui nos sabores Japoneses. Eu diria que nem sao tanto os sabores, mas sim a sua mistura. Existe por ca uma grande capacidade de misturar sabores com coisas que "nem lembra ao diabo". O exemplo que dei anteriormente foi a "Coca-Cola de Cha-Verde!"

Mas onde mais fazem misturas explosivas, sao nos chocolates, sobretudo no desgracado do Kit-Kat!

Senao, vejamos.... Kit-Kat de "Moscatel de Alexandria"?!?!?



O vinho Moscatel de Setubal ainda conhecia... mas o de Alexandria? Estao a gozar comigo...
Bem, avancemos que ainda ha mais... este e um exemplar de comemoracao dos 150 anos do porto de Yokohama... nao fossem os quadradinhos no lado da embalagem parecerem caramelos, eu diria que ate poderia ser um Kit-Kat de agua do mar!!!



Mas do que eu gosto mais, e do proximo.... vejam la... Kit-Kat de "Vinagre de Maca"?!?!? Sera que e' a Cidra dos Espanhois?!?!?



Digam la que nao e' original... eu so' sei que ja nao acho piada nenhuma ao Kit-Kat de chocolate... aquele simples, castanhinho, que sabe a... chocolate!!! Tambem ha o de chocolate branco.... ah, e claro... tambem ha o Kit-Kat de Cha-verde!!!! Mas esse ja nao valia a pena por aqui pois nao e' nada original!

segunda-feira, 22 de Junho de 2009

De novo... As retretes tecnologicas Japonesas!

Assumo, este e' um tema que me fascina!
E sinceramente, cada vez que volto 'a "terrinha", e' das coisas que mais sinto falta pois tal e' o seu grau de conforto. Agora que estou habituado a "tronos" topo de gama, e' muito dificil voltar para tras.

Fui ontem jantar a casa de uma amigo. Americano, com namorada Japonesa. Como e' normal por estes lados. Convidou-me para visitar o seu novo apartamento... uma penthouse aqui para os lados de Shinagawa. Giro, cheio de modernices tecnologicas. E uma delas, nao podia deixar de ser, esta' na casa de banhos dos convidados.


Assim de repente, nem parece nada de especial... uma retrete com algum design, e com o painel de controlo, nao ao lado, mas embutido na parede... normal por aqui.
Mas o melhor estava para vir... ja tinha visto esta funcionalidade em alguns hoteis de topo por ca, mas ainda nao na casa de alguem. Com alguma vergonha, pedi-lhe se se importava que grava-se uma demonstracao para os meus amigos que nao podem viver estes luxo Asiaticos... Asiaticos nao, Japoneses! Entao aqui fica a minha obra de arte cinematografica, tipo "short-documentary". Sera que vou ganhar um Oscar?!?


E para quem me acompanha mais recentemente, ou como compilacao, ou simplesmente para relembrar o que mais estes "bichos" fazem, aqui deixo os "links" para os artigos que escrevi anteriormente sobre esta tematica deveras interessante... bem como o "best of" dos videos:

O meu primeiro contacto com elas... a retrete do meu primeiro apartamento em Yokohama



Pensava eu que nao podiam melhorar, eis senao quando têm "musica". A minha actual retrete no apartamento de Toquio



Ah, e ja agora tambem escrevi algo sobre retretes Japonesas portateis aqui... fenomenal conceito!



E nao... nao gosto da palavra "Sanita"!!!

quinta-feira, 18 de Junho de 2009

Os sabores I

Ainda não tinha referido este assunto por aqui... sendo este país tão diferente em tudo, a culinária e sobretudo os diferentes novos sabores para o nosso paladar, não nos param de surpreender.

E os sabores tão em voga por estes lados são aplicados a literalmente tudo...
Precisava de algo para beber. Desci do 17º andar, onde trabalho, ao piso 1. Ah, já me esquecia de explicar... por cá não há Rés-do-Chão... começa logo tudo no piso 1, equivalente ao nosso piso térreo. Não há 0 (zero)... é logo 1 (um), para não haver confusões. Para cima, é do 2F (o nosso 1º andar) até ao xxF... F de "Floor"... para baixo é do B1 ao Bxx (B de "Basement").
Bem, já me perdia... fui ao 1F a estas maravilhosas lojas de conveniência, abertas 24h por dia, que estão espalhadas a cada esquina. Esta aqui no edificio é a "7-Eleven", que dá jeito pois têm das poucas máquinas Multibanco (vulgo ATM) em que os nossos pobres cartões estrangeiros funcionam... e até falam em Português!!! As máquinas... não os cartões nem os estrangeiros... mas a essa temática voltarei quando apropriado.

Bem queria uma bebida... apeteceu-me uma Coca-Cola... vi estas com um novo rótulo todo catita....


Coca-Cola Plus? Esta não conhecia... há a Light, a Zero, etc... mas a Plus? Bem, embora lá experimentar porque só se vive uma vez. Uma garrafa igual a tantas outras...


mas espera aí... esta tem sabor?!? Uma Coca-Cola que não sabe a Coca-Cola?!? O mundo está doido!

Os meus olhos quase que saltaram da minhas órbitas, dando um salto mortal por cima das lentes dos meus óculos, com o que estava a ler... Coca-Cola Plus... no calorie... Green Tea flavor?!? Chá-verde? Uma Coca-Cola, preta como as outras, com bolinhas e tudo, mas com sabor a chá-verde?


Bem, experimentei... ainda estou vivo... e sabem que mais??? Sabe a Coca-Cola!

quarta-feira, 10 de Junho de 2009

Jetlag...


Sao 05:30 da manha. Estou acordado. Nem esta' mal atendendo a que cheguei ontem a Toquio.
Este maldito "jetlag" para ca e' bem mais duro do que para Ocidente. Acorda-se de madrugada e vai-se recuperando uma hora por dia... hoje 05:30, significa que amanha acordarei as 06:30 e por ai a fora, numa ritmo de recuperacao de uma hora por dia...quer dizer que no Sabado la estarei a pe' as 08:30 e no Domingo as 09:30... E' o chamado fim de semana grande!!!

Sao cerca de 15 a 17 horas uteis dentro de um aviao, o que se traduz em algo como 20 a 24 horas porta a porta. Normalmente 20h para ca e 24h para Portugal Nao e novidade a falta de eficiencia, e sobretudo a lentidao da chegada das malas, no aeroporto da Portela!
Vi 4 filmes, 2 documentarios, comi 2 refeicoes e mais uma data de snacks, fui dez vezes a casa de banha e andei para tras e para a frente a olhar para o boneco... ou para as bonecas... sim, voei nas linhas aereas Japoneses (cujo servico ao cliente da' "um baile" a qualquer outra companhia Europeia) e logo as tipicas "bonequinhas" Japonesas nao faltavam.

Fui a "terrinha"... sim, agora que sou imigrante, o conceito de "ir a terra" aplica-se que nem uma luva.
Verifiquei que tudo continua muito interessante como sempre... o BPN, o BPP, o Quique Flores e o Jorge Jesus... ah, e as eleicoes Europeias, onde a fina flor dos nossos politicos se esgrimia em argumentos irracionais para ver quem e' que nao "vai fazer um corno", mas ganhar balurdios em ajudas de custo, para o Parlamento Europeu. Ja nao me espanta ver candidatos que mal sabem falar. Mas desta vez eram mesmo maus...
Mas la votei, num certo e determinado partido que me oferece mais garantias de pelo menos as pessoas terem bom aspecto, saberem falar, e estar mais perto dos meus ideias e valores de vida... bem para variar, todos se consideram vencedores no fim da noite... extraordinario.

Bem, falando de coisas mais alegres... hoje e dia de Portugal! 10 de Junho. Parabens Portugal! Para comemorar, o Embaixador Portugues no Japao teve a amabilidade de oferecer na sua residencia um cocktail com a comunidade Portuguesa sediada por estes lados. Tambem aqui, e como em quase tudo da vida se aplica a regra dos 80-20... 80% da comunidade Portuguesa consta de Chineses (de Macau) e de Brasileiros (com dupla Nacionalidade)... os outros 20% sao genuinos Portugueses de Portugal. La estarei. Sempre uma boa oportunidade para conhecer mais pessoas por ca'.
Um "Kampai" a Portugal ("Kampai" = brinde, para os mais incultos)! Alem de ser o meu pais, a minha cultura, a minha familia e muitos grandes amigos, e por muito defeitos que tenha, e' sempre um pais agradavel para se ir de ferias...

sexta-feira, 22 de Maio de 2009

A revolta dos Porcos... H1N1

Já cá faltava a piadinha sobre assuntos sérios!


O Japão andou a tentar a todo o custo manter-se isolado desta eventual pandemia mundial, através de apertados controlos fronteiriços (nos aeroportos, pois sendo o Japão uma ilha, ninguém vai de carro ao estrangeiro!). Embora não acompanhe as noticias locais (que bom é viver na ignorância!), comecei a aperceber-me que cada vez mais, e mais, pessoas estavam a usar as famosas máscaras nas ruas e comboios (escrevi um artigo anterior sobre a razão da utilização das máscaras, que pode ser encontrado aqui).

Fui investigar... e surpresa! O H1N1, vulgo "Gripe Suina" chegou ao Japão.
E aparentemente em "grande" pois já vamos em cerca de 200+ casos sobretudo na região de Osaka (que está para Tóquio, como o Porto está para Lisboa!).
E vamos lá ver no que isto dá por aqui... os Japoneses são um povo obcecado pela limpeza e higiene (já li que o Japão deixa a Suiça a léguas!). Mas também um povo bastante propenso a alergias e infecções respiratórias... dá-me ideia que o seu organismo não tem tantas defesas devido à sociedade "imaculada" em que vivem... pouca poluição, muita limpeza e muitos pólens no ar parecem-me uma receita "explosiva". Receio que não tenham muitos anti-corpos para resistir a este novo tipo de gripe... mas não sou nem médico nem cientista, e arrisco-me a estar a dizer uma quantidade enorme de disparates relativamente a este assunto!

Bem, mas o cenário que se vê nas ruas e comboios está muito bem ilustrado na imagem abaixo. Assusta qualquer um, pois só nos relembra que um portador silencioso pode estar algures nas imediações:


Bem, pelo sim pelo não, também vou comprar estas máscaras... just in case! Embora não esteja provado que evitem algo... mas pelo menos evitam espirros e gafanhotos (daquelas pessoas que cospem enquanto falam) a virem-nos parar directamente à cara. Em muitos sitios já estão esgotadas... vamos lá ver se ainda vou a tempo! Ah... e fica já prometida uma fotografia pública caso as use!

quinta-feira, 21 de Maio de 2009

Para quem falhou os Oscares Japoneses

Por altura dos Oscares 2009, relativo aos filmes que foram para "o ar" ate 31 de Dezembro de 2008, escrevi um artigo sobre o discurso de aceitacao feito pelos realizadores Japoneses que foram premiados. Esse artigo, para quem o queira relembrar, pode ser encontrado aqui.

O objectivo e' simplesmente demonstrar a dificuldade que sinto por ca, quando estou dependente do dominio da linguagem de Shakespeare por parte da grande maioria da populacao Niponica.

Infelizmente, os videos originais foram retirados do Youtube, eventualmente por problemas com os direitos de autor.

Como recebi algumas "queixas/avisos" de alguns estimados leitores que nao conseguiram ver os videos atempadamente (solucao: vir ao blog todos os dias!!!), encontrei mais uns exemplos do eximio dominio da linguagem de Sua Majestade por parte destas personagens com tao grande exposicao internacional.

O Senhor "Sankiu" (Oscar para a melhor curta-animacao):


A equipa do melhor filme estrangeiro, "Okuribito (Departures/Partidas)":


O primeiro senhor que falou anteriormente, mas quando se esqueceu do discurso decorado durante a entrevista no back-stage! E todos os outras a fugirem ao Ingles!


Escusado sera dizer que o meu nivel de Ingles tem vindo a decrescer ao longo do tempo. Tenho que tentar falar sem grandes palavras acessorias como verbos e adjectivos! Parece que estou a falar com os meu sobrinhos de 5 anos!
Eu sei... a culpa e minha... nao falo Japones. E eu e' que sou o estrangeiro nesta terra!

terça-feira, 19 de Maio de 2009

De regresso... o blog... nao eu!

Caros amigos, colegas, familia, conhecidos e desconhecidos.
Estou de regresso... eu, o Blog... nao, eu, o Nuno... esse, esta de "pedra e cal" no pais do Sol Nascente.

Apos uma pausa para uma pequena "introspecao" pessoal, nao nego que sinto saudades de voltar a escrever. De voltar a dar a conhecer ao mundo esta sociedade e costumes tao diferentes dos nossos. Esta experiencia que e' viver num pais tao distante do meu, mas onde me sinto em casa.
Aqui fica um olhar deste pais, e desta fantastica cidade - Toquio, pelos olhos da Miss Universo 2007... a Japonesa, Riyo Mori. Eu bem vos estou farto de dizer que as Japonesas sao bem giras!

Alem disso, tenho outra novidade... parece que vou ca ficar pelo menos ate ao fim de 2009. Bem bom! Depois logo se ve :-)
Para quem ainda nao ouviu, ou leu, vim inicialmente para o Japao em Novembro de 2007. Por um periodo de 3 meses... ja vou em um ano e meio a caminho de dois... o tempo voa!
Engracado, quando ca cheguei, um colega meu Croata perguntou-me: "Nuno, por quanto tempo vens?". Eu respondi-lhe por 3 meses. Riu-se, levantou a cabeca do computador, olhou para mim e gracejou: "Esquece... o Japao tem uma porta de entrada, nao tem uma de saida!". Nunca me esqueci disto... e cada vez mais, esta simples frase, faz muito sentido.
Para comemorar, deixo-vos de novo com um video de que gosto muito sobre Toquio. Banzai! E um Kampai para voces!

sábado, 18 de Abril de 2009

Pausa...


... ate' voltar a inspiracao e o tempo.
Pode demorar um dia, uma semana, um mes, um ano... Nao sei, logo se vera. Ate ja.

sexta-feira, 3 de Abril de 2009

Hospital...



Isto tem andado parado, mas não morreu!
O Blog, ou antes, a "companheira" do Blogger, foi parar ao Hospital.
Felizmente, após uma semana de internamento, a Madalena já está em casa a recuperar. Mais uns dias, e estará pronta para outra, que obviamente esperamos que não venha acontecer.

Agora, que está tudo resolvido, claro que passar pela experiência de um internamento num hospital no Japão, é algo de único! Que outra coisa seria de esperar?!?

Muitas histórias tenho agora para contar. Stay tuned!
Mas claro, a qualidade do serviço ao cliente foi simplesmente indescritível. Este país é outro nível. Não nos pára de surpreender... pela positiva!

quarta-feira, 18 de Março de 2009

O Japao para mim...


Recebi da minha querida mulher um texto sobre o que Toquio/Japao verdadeiramente significam para a Madalena... e partilho. Nao posso estar mais de acordo com a minha cara metade.

"Japan [...] allows me to like myself because it agrees with me and I with it. Moreover, it allows me to keep my freedom. It makes very few demands on me - I am considered too much the outsider for that [...] - and, consequently, I become free. I become a one-member society, consistent only to myself and forever different from those who surround me. Our basic agreement permits an amount of approval, some of it mutual; our basic differences allow me to apprehend finally that the only true responsibility a man has is toward himself. (Donald Richie, in The Inland Sea, p. 42)"

O "post" original, encontra-se no Blog, excelentemente escrito, da Daniela, uma Portuguesa que tambem vive no Japao: Yukiguni

Isto é bem verdade. Por ser de fora, sou aceite como diferente. Tudo, ou quase tudo, me é tolerado (obviamente dentro dos limites do razoável).
Há liberdade, há segurança, o país é limpo e organizado, as pessoas são bem educadas e sofisticadas.

Porém, a nossa ideia do moderno Japão, quando visto a partir do mundo Ocidental, não corresponde bem ao esperado... o cenário futuro até é bastante assustador... e não, não estou a falar da crise económica.

E se vos disser que o Japão é um país onde não há inovação, mas sim cópia e aperfeiçoamento do que é feito no Ocidente? Acreditam? Pois, e' verdade...

E se vos disser que a população está num declinio assustador, e que vao perder cerca de 40 milhoes (sim Milhoes!!!) de pessoas em 50 anos? Sendo que a populacao restante sera extremamente envelhecida. Imaginem os problemas que isto traz a um pais, desde falta de mao de obra, ruptura dos sistemas de seguranca social, custo brutais associados a saude, e muitos outros especificos desta sociedade. Por exemplo, este pais esta montado para as mulheres serem maes e nao trabalharem, para os filhos (mesmo casados) viverem com os pais ate ao fim dos seus dias (a "pastilha" calha normalmente ao filho mais velho... ou seja, a mulher leva sempre com a sogra em casa!). Assim sendo, nao ha creches, nao ha lares (genericamente falando, esta claro... ou seja, nao os ha em quantidade pois nao e necessario)

Só quando se vive por cá é que se começa a perceber que a imagem que temos no Japão, não corresponde bem há realidade. E que e' um pais num equilibrio bastante enganador, que tera que se reinventar a si proprio.

Um excelente artigo sobre a realidade do Japao de hoje, vista por um Japones (Americanizado??) pode ser encontrado no NYTimes. Vale apena lerem:
"Japan’s Crisis of the Mind"
(nao sei se sera necessario registarem-se no site para ler, embora seja gratuito e registo rapido)

Mas nao me interpretem mal... Não tenho nenhuma dúvida... O Japao é um país fantástico para se viver, sobretudo se formos de fora. Tem muito para dar. Agora, a realidade empresarial e do país como um todo deixa algo a desejar. Mesmo assim, se me derem a escolher e se puder optar, não saio de cá... tudo o resto é pior... bastante pior.

quarta-feira, 11 de Março de 2009

Os Oscares e a (falta de) comunicacao

Embora pretenda olhar de uma outra perspectiva, mas de forma a nao ser acusado de plagio, informo desde ja que o post original que me serviu de inspiracao, se encontra no excelente blog do Caruso sobre o Japao: "Muito Japao II"

Como devera ser do conhecimento geral, e se nao e' passa a ser, o grande Japao ganhou dois Oscares este ano: para o Melhor Filme Estrangeiro, "Okuribito (Departures/Partidas)" e para a Melhor Curta-Metragem em Animacao, "A Viagem de Chihiro" (tipo aqueles desenhos animados malucos, da Checolosvaquia ou da Bulgaria, que davam naquele programa de TV do Vasco Granja... lembram-se?)

Claro que um... um nao, dois Japoneses a receberem os Oscares teria que ser algo diferente, nao viessem eles, ou nos, de planetas diferentes. Foi assim o discurso de aceitacao do realizador da Curta-Metragem de Animacao:


Perceberam alguma coisa?!? Custa, nao custa? O "Sankiu, sankiu, sankiu" e' lindo!

Como ja estou farto de dizer e escrever, umas das grandes dificuldades no Japao e' a comunicacao... eu nao falo Japones, e os Japoneses nao falam Ingles... ou, a maioria, quando o faz, e' num Ingles rudimentar em que se demora ainda algum tempo ate' nos habituarmos a sua pronuncia.

A melhor prova disso, e' nos dada por estes dois realizadores de renome, com bastante exposicao Internacional, e que acabaram de ganhar dois Oscares. Seria de admitir, que estes senhores representariam o que de melhor se fala Ingles por ca. Mas querem ver mais um exemplo, desta vez o realizador do filme que ganhou o Oscar para o Melhor Filmes Estrangeiro:



Digam la' agora que eu exagero quando digo que no Japao, genericamente, nao se fala, ou se fala muito pouco, Ingles!
Imaginam agora a minha vida na multinacional onde trabalho?!? Nao anda muito longe disto... e no dia a dia, ja imaginaram na lavandaria, no supermercado, no barbeiro, etc?!?

Eu sei, eu sei... tenho uma boa solucao... apreender Japones! A verdade, e' que mesmo assim os Japoneses falam mais Ingles do que eu Japones ;-)
Ah, e este artigo nao e' uma critica a este povo e pais do qual eu tanto gosto, mas sim a constatacao de um facto... nao va alguem ficar ofendido ;-)

segunda-feira, 2 de Março de 2009

A surpresa do dia

Quase todos os dias temos surpresas neste pais... ha' sempre algo novo, algo inovador ou simplesmente algo diferente.

Fui jantar com uns amigos meus... restaurante todo giro, "cool" e "semi-pipi" ;-)
Vou a casa de banho... duas portas para senhoras, uma porta para os homens, uma porta para o "staff" e eis senao quando me deparo com isto!!!



Por acaso ja tinha visto algo do genero na Holanda... uma casa de banho assinalada "Homo"... entrei... e no outro lado da porta esta escrito "Homosexual"!

Voltando a casa de banho Japonesa, para "Gays"... claro que entrei, para acabar com os preconceitos...LOL!

Ah... e la dentro, colocado ao espelho, junto ao lavatorio para as maos, estava um aviso em Japones que falava em 10.000JPY (cerca de 80 Euros). Fiquei intrigado, mas depois la veio a explicacao... E' um aviso para informar os estimados clientes que quem vomitar na casa de banho, e no lavatorio, tera' que pagar os tais 10.000JPY.
Razao: existem custos de desentupimento... la tem que vir o canalizador limpar a porcaria toda... So' aqui! Mas digam la' que nao tem logica?!?

quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

Os ultimos visitantes de 2008!

Bem, daqui a um bocado ja estao a chegar mais visitantes (e sao muitos a comecar em Marco!) e ainda nao acabei de publicar os artigo sobre todos os visitantes de 2008... estes foram os sextos que passaram por ca', e os meus ultimos de 2008. Vieram em Dezembro, e aqui fica um artigo de homenagem, e recordacao, ao Goncalo e ao Goncalo!

E ele veio... em trabalho, mas veio... quer dizer, chamar a uma conferencia trabalho 'e sempre simpatico ;-)

O Goncalo (Paiva e Sousa), meu amigo, veio acompanhar o Goncalo (Sampaio), que eu nao conhecia, que iria discursar numa conferencia.
Acabamos por so' nos vermos uma noite, pois o congresso era em Yokohama e ja tinham a agenda bem preenchida... sabem como sao as conferencias... cansativas e cheias de eventos sociais. O "networking" e' das coisas mais importantes na vida profissional... cada vez mais me convenco disso. Ja' diz o ditado: "o importante nao e' saber, mas sim ter o telefone de quem sabe!"

Bem, aqui estao eles: o Goncalo & Goncalo (o da esquerda e' o meu amigo)


Goncalo Paiva e Sousa & Goncalo Sampaio
Tokyo, 2 de Dezembro de 2008

E o "Wally" e' aquele gajo a fazer o "V" de victoria. Esta e' uma posicao tipicamente Japonesa, quando se tiram fotografias. E' muito engracado ver por ca' grupo de raparigas (nota: "raparigas" em Portugues quer dizer "meninas" e nao aquilo que os meus estimados leitores Brasileiros estao a pensar!!!), a tirarem fotografias, todas com um lindo sorriso e com o famoso "V". Penso ser um "V" de Paz, que ficou instituido apos a guerra e o triste episodio das duas bombas atomicas que alguem deixou cair por aqui... mas ai' iremos um dia, talvez quando contar o que vi e senti em Hiroshima. E ainda me falta ir a Nagasaki.

Bem, mas aqui fica mais uma Kampai ("Saude") ao Goncalo, e porque nao, ao Goncalo ;-)

terça-feira, 17 de Fevereiro de 2009

As pastilhas para a tosse!

Nao se fala de outra coisa no Japao, e calculo que tambem por muitos outros lados do mundo. Ate se calhar ja viram por essa Internet, ou Blogosfera, fora...

O ministro da economia do Japao acabou de substituir (vai acumular cargos) o seu colega das Financas, que se demitiu.
Ate' aqui nada de novo... a 2a economia mundial numa crise nunca vista desde 1974, com o PIB a descer cerca de 13% (!!!) em relacao ao ano passado... porque que e' que o homem nao se havia de demitir???

Pois... vejam o video abaixo... o homem apareceu completamente com os copos numa conferencia de imprensa durante a reuniao dos ministros das financas do G7 em Roma!

E vejam tambem o video e a noticia que saiu no "Guardian":
http://www.guardian.co.uk/world/2009/feb/16/japan-minister-drunk-allegation
(os primeiro 20 segundos sao publicidade, mas esperem que vale a pena ver)

Repararam que nem da cadeira se conseguia levantar, para grande desconforto do outro Japones ao lado, que era o Presidente do Banco Central Japones?!?

Ja nao bastava a situacao estar ma', muito ma' para o Japao, e agora isto para o descredito total de um governo e primeiro-ministro ja muito contestado (que so esta ha meio duzia de meses no governo... embora seja o mesmo partido politico que "reina" o Japao desde a 2a grande guerra... o sistema eleitoral aqui e' bastante diferente)

Mas sabem qual foi a justificacao no dia seguinte, e perante o parlamento Japones?!? Que estava constipado, e tomou umas pastilhas para a constipacao a mais. Acredita quem quiser...
Eu sei, e esta comprovado, que os Japoneses tem falta da enzima humana que processa o alcool... duas cervejolas, ficam logo arrumados... encarnado, inchados e a cambelear... divertido de se ver ;-)
Mas agora que lhe faltem as enzimas para os remedios para a constipacao, e' que 'e novidade!
E sinceramente, tambem nao se percebe, que estando o homem neste estado (seja ou nao por causa das pastilhas para gripe), como e' que o deixaram subir ao palco?!?
Eu nao quero julgar o homem em publico (ja julguei), mas alguem acredita nesta historia?
Ca para mim, e qualquer dia aindo o encontro por essa noite fora... talvez em Roppongi, quem sabe! ;-)

segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

O Botao de "Help"

Recebi o seguinte email de um amigo meu:
"Nuno... vi há pouco no canal National Geographic uma cena de Tóquio em que me custa acreditar.

O programa chama-se "Partidas" e retrata dois putos que durante um ano correm o mundo.

Na dita cena em Tóquio deparam-se com as dificuldades do costume com endereços e vão mesmo às tais "casotas" da policia só para encontrar a casa de um amigo. Até aqui tudo bem... mas quando se dirigem a uma máquina gigantesca de compra de bilhetes de comboio, metro e mais não sei o quê deparam-se com dificuldades ainda maiores... qual a linha certa, qual a hora... desesperados carregam no "help" da máquina e dá-se o inacreditável... A MÁQUINA ABRE UMA PORTA DA QUAL SAI UM JAPONOCA QUE PERGUNTA: QUAL É O PROBLEMA.... AHAHAHAHAHlolololol ROLF ROLF ROLF???????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!???????????
PERGUNTO-TE: ISTO EXISTE MESMO OU É TANGA?"

Joao, como uma imagem vale mais do que mil palavras, aqui fica a prova :-)



Entao reza assim a historia...
Estavamos nos (eu, o Paulo Eduardo e o Mario - os meus visitantes Acorianos/Terceirenses) na gigantesca estacao de Shinjuku... para terem uma ideia, e' so' a maior estacao de Toquio, com mais de 200 saidas para a rua (200?!?) e que movimenta por dia cerca de 3.64 Milhoes de pessoas (dados de 2007). Com este volume de massa humana, claro que e' a estacao com mais movimento em todo o mundo.

Bem, o Paulo ia comprar o seu bilhete de comboio. La fez tantas e tao poucas a' pobre da maquina, que a conseguiu encravar. Ficou um bocado atrapalhado... corou, olhou para mim, e eu, claro que, encolhi os ombros e comecei a rir-me.
E nao e' que enquanto considerava a possibilidade de carregar no botao de ajuda, abre-se uma portinhola mesmo atras da maquina e aparece um funcionario dos comboios para lhe resolver o problema??? Incrivel! Ficamos os tres boquiabertos! E isto foram poucos segundos depois de encravar a maquina! So filmado... felizmente apanhei o momento!

Reparamos depois que cada maquina tem uma portinhola. E maquinas sao as centenas. Sera' que esta' la' mesmo uma pessoa por maquina?!? Este funcionario foi tao eficaz (como tudo por ca') que ate' apareceu para resolver o problema antes de se carregar no botao do "Help"!

E se assim for, e como a taxa de falhas por ca' e' cerca de 0.00001%, diria que ha' muita gente sentada atras das maquinas sem fazer nada! E la' se vai mantendos os 128 milhoes de pessoas ocupadas ;-)

segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

A visita do Ze'...

O Ze' esteve ca'!
Estou-me a referir ao Ze' Guedes ;-)

Veio em trabalho. Portugues, vive e trabalha em S. Paulo, viaja por esse mundo fora. Cargos de responsabilidade sao assim :-)
Conheci-o num genero de "pos-graduacao" que fizemos juntos na Universidade Catolica ha' uns anos atras. Ficamos amigos. Tivemos "noites de copos" bastante divertidas no passado. Esta, em Toquio, foi mais uma delas!



Esteve ca com dois colegas de trabalho, um Chileno e outro Argentino... imaginam a parodia Latina, quando se juntam uns Portugueses, um Chileno, um Argentino e um Venezuelano-Alemao (este ultimo que tambem vive ca).
Foi uma noite longa... e "dura", comecando no habitual restaurante "Gonpachi". Faco questao de tentar levar todos os meus ilustres visitantes a este restaurante. Diria que e um restaurante Japones, para estrangeiros. Foi este o restaurante que serviu de inspiracao para o filme "Kill Bill"... lembram-se daquela cena num bar/restaurante em que a Uma Thurman da' cabo da malta toda... os chamado "Crazy 88"?!? Nao? Aqui fica um excerto para os mais curiosos (da cena inicial e nao do combate... pois e' muito violento...LOL!):

Recordados?

Alem disso, foi a este restaurante que um antigo, e famoso, Primeiro-Ministro Japones, Junichiro Koizumi (aquele dos cabelos em pe'!), trouxe o entao Presidente Norte-Americano, George W. Bush, quando este visitou o Japao.
E como os meus visitantes merecem o melhor, ficam ja a saber que quem me vier ca' visitar, por la' ira' passar! Vao ver, o ambiente e' giro e a comida optima (Japonesa com um toque Ocidental).

Bem, aqui fica um "Kampai" ao Ze', o quinto visitante... Um brinde ao Jose' Guedes, ao Samir (ausente das fotos pois perdeu-se, literalmente, na noite) e ao Jorge!


Jose' Guedes
Toquio, 15-16 de Novembro de 2008

sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Os encontros dos expatriados


Se alguém souber o paradeiro do senhor acima, por favor informe.
Diz chamar-se Nuno, tão convictamente que até o escreveu na lapela. Foi visto pela última vez em Tóquio, num evento de expatriados. Nesse evento, estava vestido como um pobrezinho, quando comparado com os Excelentissimos Senhores Doutoures e Engenheiros que por lá se encontravam!
(esta última parte é treta... usar títulos académicos como Doutour ou Engenheiro, tal como se fosse o primeiro nome, só é moda em países sub-desenvolvidos... tipo Portugal, estão a ver?)

Bem, passo a descrever a situação documentada... são assim os encontros de grupos de expatriados em Tóquio (e arriscaria-me a dizer que no resto do mundo). Vai-se "às cegas", com um nervoso miudinho tipo primeiro encontro... ou primeiro dia de escola. Sabe-se que se vai encontrar uma data de desconhecidos... e, caso passemos a ser frequentadores habituais, alguns até poderão tornar-se amigos enquanto que outros ficarão sempre como conhecidos... ou desconhecidos... como em todas as situações na vida social de cada um.

A maioria dos diálogos nestes encontros resume-se a:
Olá? Como estás? De onde és? O que fazes? Tens o teu "business card"? Toma lá o meu.

Em 50% dos casos alguém responde:
Olá. Estou bem. Sou Inglês. Sou consultor financeiro... eu sei, agora não é boa altura para ser consultor financeiro (estes gajos têm sempre a mesma piada, incrivel!). Toma lá o meu "business card"... durante as próximas semanas não te vou parar de telefonar, a chatear, sobre as tuas aplicações e investimentos financeiros!

Bem, a mim isto só me lembra algo tipo "Speed Dating"... nunca fui, mas já vi em filmes... calculo que seja parecido!

Estes encontros são promovidos por uma rede social (mais uma na Internet!) chamada "InterNations", da qual faço parte (não é para estranhar... estou mais ou menos em todas!)
No entanto, a vantagem desta rede é que liga o mundo virtual ao real, dando uma cara às pessoas, pois organizam eventos nos diferente países e cidades onde existem comunidades expatriadas relevantes.

Já fui a dois destes encontros... Penso que não irei a mais nenhum... tipicamente as pessoas que se encontram por lá são homens, Americanos, Ingleses ou Australianos, solteiros, mais velhos, e um bocado "fala-barato".
Embora, para ser justo e verdadeiro, já conheci pessoas impecáveis com as quais agora saímos algumas vezes. Normalmente, tento sempre "arrastar" pessoas que já conheço... sempre é uma segurança. E já dizia o meu Avó: O seguro morreu de velho!

Como curiosidade: Muita gente já me questionou sobre o conceito de expatriado (pois estou sempre a referir isso). De facto, e consultando o dicionário, não parece uma situação/estado nada agradável para se estar. Senão vejamos o Dicionário da Língua Portuguesa On-Line:
expatriado (adj. e s. m): o que foi condenado a degredo; desterrado; proscrito; aquele que se expatriou

Na giria empresarial, pelo menos nas multinacionais, refere-se aos colaboradores (nome moderno para empregados/funcionários) que se deslocam para outros países em "comissão de serviço" (nunca gostei deste nome... parece uma nomenclatura militar). Por isso, meus amigos, conhecidos e desconhecidos, não se preocupem... penso que ainda não estou condenado ao degredo!

segunda-feira, 2 de Fevereiro de 2009

O tamanho da barriga

Este pais nao pode existir... nem mesmo que fosse inventado!
Com esta e que estou perplexo... ja estou como o outro: "Ja nada me surprende"!

Por aqui parece-me ser obrigatorio as empresas facultarem um check-up anual de saude aos seus colaboradores. Ate aqui nada de novo. O mesmo ja acontece em muitas empresas em Portugal... ou serao so algumas? Pelo menos na Ericsson, este ja e o procedimento ha alguns anos, logo deduzo que muitas das multinacionais tambem sigam esta boa pratica...

O meu director por ca, Fukase-san, homem Japones "tipico" de 60 anos (optima pessoa!) foi fazer o tal exame anual. Chegou um bocado cabisbaixo...
Nuno apos venia: Oh Fukase-san, correu tudo bem?
Fukase-san: Sim, esta tudo bem... so tenho que fazer um bocado de exercicio e perder uns quilos...
Nuno pensou: Perder uns quilos?!? Ate estas bastante bem... 60 anos, trabalhas que nem um "cao", es o primeiro a entrar, o ultimo a sair, ainda vais beber umas cervejinhas com os clientes... "gordo" sou eu (por acaso nao sou, como ja comprovo abaixo!!!).
Fukase-san: Sim, mediram-me a barriga e estou acima do limite. Tenho mais do que o autorizado e agora a empresa tem que me dar condicoes para emagrecer e fazer exercicio.
Nuno pensou: Fonix! Com esta e que me lixaste. Tamanho mais do que o autorizado? Mas autorizado por quem? So se for pela tua mulher... Bem, vou ter que investigar isto mais um bocadinho, pois esta-se-me aqui a escapar algo... a empresa e que tem a culpa de teres um bocadinho-que-nem-se-ve de barriga?!?

Bem, la pus maos a obra e aventurei-me numa pesquisa frenetica por essa web fora.
Estava a estranhar esta conversa, pois por aqui sao todos maioritariamente esguios, e pelo que consta, sem os famosos "love handles"... aquela gordurasita, vulgo banhas, que nos homens se acumula nos lados da barriga. Para melhor exemplificar aqui fica uma fotografia recente minha:



Pois bem... aqui segue o que se passa. Nao digam que este pais nao pertence a outra estratosfera!!!
Os Japoneses sao obcecados por algo chamado o "Metabolic Syndrome".
Qualquer pessoa, a partir dos 40 anos tem que fazer o teste. O teste consiste em medir o indice de massa gorda, mas mais importante que tudo o tamanho da barriga.

E pensam que este gajos brincam?!? Claro que nao... mais do que 83cm de perimetro de barriguinha ja da cadeia!
83 cm?!? Sabem o que sao 83cm??? Para terem uma ideia, 83cm de perimetro equivale a umas calcas numero 33.5 (Americano) ou 42 (Europeu). E isto ser gordo?!? Entao somos todos... pelo menos no mundo Ocidental.

Mas mais fantastico ainda, e o facto de as empresas que nao conseguirem trazer as barriguinhas dos seus funcionarios ao sitio, serao penalizadas com pesadas multas financeiras!
E tudo isto para evitar os elevados custos futuros para o estado resultantes da obesidade e doencas desta derivada. Digam la que isto nao e fantastico!

Bem, acho que vou fazer exercicio com o Fukase-san... as ultimas calcas que comprei eram o 83cm (pelo menos os numeros das calcas sao a unica coisa com alguma logica por aqui!) e nao quero ser expulso do Japao por uns quilinhos... desculpem, uns centimetros, a mais!!!

Nota: Para os mais curiosos, aqui ficam dois artigos sobre este assunto
http://www.guardian.co.uk/world/2008/mar/19/japan
http://www.nytimes.com/2008/06/13/world/asia/13fat.html?fta=y

segunda-feira, 26 de Janeiro de 2009

As filas... de Japonesas


Ando aqui intrigado com uma coisa... mais uma no surpreendente Japão ;-)
Se algum dos meus estimados leitores me conseguir clarificar, fico muito grato.

Vivo numa área de Tokyo chamada Minato-Ku ("Ku" é algo semelhante á nossa, Portuguesa, freguesia... um bocadinho maior, claro!), e ao pé de uma das principais (e maiores) estações de comboio de Tóquio - Shinagawa.

Só um pequeno aparte... um excelente, e muito educativo, blog sobre o Japao "Muito Japão" (já terminado, mas com sucessor em "Muito Japão II") tem um artigo muito engracado sobre a estacao de Shinagawa. Ja estou há algum tempo para também escrever um artigo sobre a minha experiência diária nesta estação... até tenho videos para comprovar... lá chegarei.

Bem, adiante que se faz tarde. Não são raras as vezes que se me deparo com filas interminaveis de Japonesas numa das entradas da estação... sim, só mulheres... e, para variar, todas aprumadinhas. A vestimenta do costume... saltos altos, saias ou calções curtos, e a inevitável carteira "pendurada" no cotovelo.

Fico sempre espantado, embora na maioria das vezes seja um regalo para os olhos!

Questiono-me se serão filas de espera para entrevistas de emprego? Eventualmente, pois na estação existem imensas lojas, restaurantes, cafés, etc...
Para compras, sobretudo para lojas acabadinhas de abrir, também seria uma hipótese. A loucura do consumismo, por aqui, faz com que se fiquem em filas gigantescas, de várias centenas de metros, aquando da abertura de algumas lojas (por exemplo a H&M) ou para a compra de productos novos, tais como o Apple iPhone... em ambos os casos, foi a loucura total por cá, com filas a extenderem-se por vários quarteirões... mas sempre muito organizadinhas, não estivessemos no Japão.

Por acaso, neste país, existe uma cultura de filas... arriscaria-me a afirmar que adoram filas, tal como adoram novidades, saldos e descontos. E adoram sobretudo filas para novidades, saldos e descontos!
Filas, muito bem organizadas para tudo: para entrar no comboio, para entrar no metro, para entrar nas lojas, para comprar doces... e passam horas nisto... sao muito pacientes! Sinceramente não sei de onde vem o termo "Paciência de Chinês" (esses nada pacientes!)... "Paciência de Japonês" assentaria que nem uma luva!
Claro que com a quantidade de pessoas neste país, isto só poderia funcionar à base da fila... e de muita paciência... e sem stress...

Sim têm razão... filas há em todo o mundo, mais ou menos organizadas. A grande diferença aqui é que são formadas por pessoas civilizadas e educadas, em que ninguem tenta dar o "golpe" para passar à frente. Todos sabem que a sua vez chegará e que dará para todos! Ai o que me vai custar voltar um dia, para onde quer que seja!

sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

Euro vs. Yen... Ai a minha vida!

Imagem descoberta através do excelente blog do "Gabriel - Shigues"

Eu já não sei o que faça... se ria, se chore!

Esta maldita crise económico-financeira mundial, e a volatilidade das taxas de câmbio, está-me a dar cabo dos nervos... e da carteira!

Senão, vejamos... quando cá cheguei, 1 Euro valia cerca de 165 Yens. No dia-a-dia a conta era fácil de fazer: 1000 Yens correspondiam sensivelmente a 6 Euros. Embora o Japão nunca tivesse sido um país barato, certas coisas valiam a pena, sobretudo electrónica... produtos tipos máquinas fotográficas, iPods, computadores, etc, eram cerca de 20%-30% mais baratos que em Portugal.

Agora, e desde sensivelmente Setembro/08, o Euro tem caido a pique quando comparado com o Yen. Ao dia de hoje, 1 EUR são sensivelmente 115 JPY, ou seja, 1000 JPY correspondem a mais de 8.5 EUR ... PORRA!!!


Vejam a evolução da coisa no gráfico acima... evolução do Euro em relação ao Yen desde que cheguei ao Japão, em Novembro/07... bonito, não é! Já viram a queda a pique?!?
Assim sendo, o Japão está 30% mais caro para mim, pois ganho em Euros... PORRA outra vez!

Para terem uma ideia:
Uma cerveja: Restaurante: ~5 EUR; Bares ~7 EUR
Um Capuccino no Starbucks: ~ 2.5 EUR (o pequenino)
Uma maçã: ~ 1.2 EUR
Um Morango: Sim leram bem... um, e um só morango!!! Vi no outro dia a venderem morangos individualmente, todos eles muito bem embaladinhos (não me deixaram tirar uma fotografia para comprovar). E cada um a ~1.5 Eur! Mas pareciam deliciosos!

Para não falar que as empresas Japonesas, e estamos a falar de gigantes como a Toyota, Sony e afins, estão a apresentar prejuizos brutais devido à redução na procura global, mas sobretudo devido ao forte Yen que tem um impacto negativo brutal nas exportações Japonesas. Só na Sony, para terem uma ideia, 80% das suas vendas são em mercados externos ao Japão ("vejam artigo na "Wired"). Claro que estas empresas já começam a despedir pessoas (na maioria, trabalhadarores temporários, muitos do quais nossos "irmãos" Brasileiros). E sem trabalho, não há dinheiro para sobreviver neste país... e lá têm que voltar para casa... e por acaso o Brasil até são os "antípodas" do Japão... imaginem o drama destas pessoas... é tudo relativo na vida.

Bem, a esperança é a última a morrer... pode ser que isto recupere daqui a uns 5 anos... Vou beber umas cervejas, para me passar a depressão... mas só uma ou duas que isto está caro!

segunda-feira, 19 de Janeiro de 2009

Os nossos quartos visitantes...

Todos os nossos ilustres visitantes, têm direito a um registo neste espaço, sejam elas por visitas pessoais, em turismo, ou visitas profissionais.
Felizmente, desde Julho de 2008, que essas visitas têm sido quase consecutivas, o que me anda a atrasar um bocado os artigos no blog. Apresento desde ja as minhas desculpas ;-)



Bem... as fotografias acima foram tiradas pela Madalena e pela Catarina nas famosas maquinas de "fotografias tipo passe" aqui do Japao. Ja as referi num artigo anterior. So foi pena nao terem ido de mini-saia, para competir com as belas pernas Japonesas...
Pelo que ouvi dizer, e vi, a experiencia da Madalena e da Catarina foi bastante divertida nestas maquinas fotograficas tao diferentes das existentes no resto do mundo. Primeiro, para variar, esta tudo em Japones. Segundo, nao sabiam muito bem o que fazer e quando e' que a maquina ia tirar as fotografias. Em terceiro, enquanto esperavam pelas fotografias, perceberam que tinha que ir para um "computador/ecran", em Japones, editar as fotografias, acrescentando uma data de efeitos especiais. Escusado sera dizer que so conseguiram fazer o basico, mas o efeito final ficou giro! E para os mais tecnicos, a maquina ate passa via Bluetooth as fotografias para os telemoveis... ficam uns fundos de ecran bastante catitas!

Bem, mas como a Catarina nao veio sozinha, e com algum considerável atraso, aqui fica um brinde aos nosso quartos visitantes!



Estou a falar da Catarina, amiga da Madalena, e do Mário, seu namorado… da Catarina, claro!
Sao os primeiros da esquerda. Os outros na fotografia já conhecem… os terceiros visitantes vindo da ilha Terceira (o tambem Mario e o Paulo), "moi même" e a "minha senhora".

A Catarina e o Mario visitaram-nos também em Outubro, do ano 20, e na primeira semana la fomos todos na grande viagem a Kyoto, Nara, Himeji, Hiroshima e Miayjima. Imaginem, seis tugas a lançar o caos por esse Japão fora.
Eles continuaram a sua saga pelo pais do Sol Nascente durante a segunda semana, pois tinham algo imperdivel para qualquer futuro visitante… o "Japan Rail Pass", que torna as viagens no chamado comboio bala, o "Shinkansen", muito mais baratas… embora só acessivel a quem está em turismo, o que já não é o meu caso… bem, tem dias!

sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009

Bom ano 21!

Apos uma "longa" ausencia para umas merecidas ferias de Natal e Ano-Novo, ca estamos de novo. Admito que ja tinha saudades de escrever.

Comeco por desejar a todos os meus estimados leitores um excelente ano 21!
Sim 21... nao estao a ver nem a ler mal... nem eu estou maluco...
Isso do ano de 4 digitos, tipo 2009, e' coisa para os complicados Ocidentais.
Por estes lados, e refiro-me ao Japao e nao a Asia (cada vez mais me convenco que o Japao nao e a Asia... graca a Deus!!!), acabamos de entrar no "fantabulastico" ano de 21... o "vigesimo primeiro" ano em que o actual Imperador esta em funcoes!

Podem comprovar o que digo na fotografia abaixo do meu "famoso" passe mensal do Shinkansen. Data de validade: 21-2-4... leia-se 4 de Fevereiro de 2009.


Como podem ver, isto por aqui ate e' simples... o ano 2008 era o ano 20, o ano 2009 e' o ano 21... e assim sucessivamente ate', com certeza, ao ano 110 pois por aqui as pessoas vivem quase ate a eternidade!
Quando este Imperador for fazer uma visita aos meus Avos (que Deus proteja as suas almas!) , entao o ano volta ao ano 1. Giro, nao e'?

Se a moda pega em Portugal, passariamos a ter anos numerados do 1 ao 8, que sao normalmente o ciclo de "vida" dos nossos Presidentes... ate era simples nao era?
Apos esta ideia fenomenal, e alguma investigacao no Wikipedia, cheguei a conclusao que nasci no ano 16 do "reinado" do nosso Presidente Americo Tomas!
Ja viram ter escrito no BI "nascido no ano 5 do Soares" ou no "ano 7 do Cavaco"?!? Ou pior ainda, "no ano 9 do Eanes"...Lindo!

quarta-feira, 10 de Dezembro de 2008

Não resisti...

Está lindo!


Esta levou a palavra "Escape" literalmente aos extremos... alguém a viu por aí?!?
É das tais coisas que "tem pernas para andar"... Fico mas é preocupada se as outras lhe seguem o exemplo...

Questiono-me por que é que criaram a tecla "Esc", de "Escape", e não a tecla "Exit"... parece-me que faria mais sentido, embora tirasse piada à imagem que, by the way, não está relacionada com o Japão... embora não me admirava nada, tal é a "saudável loucura" (lei-a-se, diferença) que constantemente me rodeia!

Isto até me chegou em boa hora, para me relembrar que daqui a três dias me estou a "pisgar" para parte incerta...

sexta-feira, 5 de Dezembro de 2008

As cidades mais globais do mundo

Saiu recentemente um artigo na "Business Week" sobre um estudo efectuado pela "A.T. Kearney" sobre o quais as cidades mais globais do planeta. O chamado "Global Cities Index".

Estes estudos são sempre um pouco discutíveis e dependem muito de quais os parâmetros que estão a ser avaliados. No entanto, neste caso em concreto, as regras eram um pouco diferentes do habitual indicador "qualidade de vida", que é sempre bastante subjectivo:

"The Global Cities Index, released this month, ranks the world's top metropolises by measuring dozens of attributes grouped into five broad categories: business activity, human capital, information exchange, political engagement, and cultural experience."

Claro que Tóquio lá estava no topo, logo de seguida a Nova Iorque, Londres e Paris…



Felizmente já tive oportunidade de visitar estas três cidades que ficaram "à frente" de Tóquio, mas sempre em turismo (que é muito diferente do que viver por lá... embora quem o faça, adore).
Sinceramente acho que Tóquio dá uns "10 a zero" a cada uma delas… pelo menos nos factores que para mim são muito importante e que já os referi aqui por diversas vezes. Aqui ficam de novo, sem nenhuma ordem especial, para quem ainda não me ouviu: educação, sofisticação, respeito pelo outro, serviço ao cliente, limpeza, segurança, honestidade, organização, responsabilidade social e mais uma mão cheia deles.

Fico contente pela classificação. Até ver, gosto de viver em cidades grandes (hoje em dia chamadas de "Megacities/Megapolis"… mais de 10 Milhões de habitantes) e verdadeiramente globais… cada vez mais me considero um cidadão do mundo.

Ah… E uma cidade global não quer dizer "heterogénea" ou "cosmopolita"… acho que se anda a exagerar nas aberturas das fronteiras e politicas de emigração. Claro que é necessário, mas tudo dever ser feito com "conta, peso e medida"… caso contrário originam-se desigualdades sociais enormes bem como falta de integração na sociedade de quem vem de fora… o que se traduz em graves conflitos sociais que levam à pobreza, miséria e consequentemente à insegurança. Veja-se o que está a acontecer no nosso Portugal, outrora um país pacífico à beira mar plantado. Até o clima já não é o mesmo!

Bem, deixa-vos aqui um excerto. O artigo completo pode ser consultado em: "The World's Most Global Cities (The Global Cities Index)":

"Tokyo
The sun continues to shine on Japan's vivacious capital. With the highest number of Global 500 companies in the world calling Tokyo home and a highly educated population—Tokyo boasts the world's highest ratio of university-educated residents—Japan's largest city is certain to remain a global leader. But Tokyo isn't just all work and no play. Visitors and residents have countless choices for dining out: Tokyo's international cuisine is ranked second worldwide. The city also finishes a respectable seventh in the availability of museums."

Sim, é a cidade do mundo com o maior número de habitantes com graus universitários… ainda alguém duvida da importância da educação para o desenvolvimento de um país?!? Pelo que ouvi dizer, em Portugal anda-se a brincar às greves e manifestações… é o que a malta gosta… "batatada" entre o governo (qualquer que ele seja) e a massa popular…

Ah… e Tóquio é a cidade do mundo com mais estrelas Michelin… e uma das cidades mais caras do mundo para viver… ups, nem tudo é perfeito!

terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

Os cuidados médicos: A excelência do serviço ao cliente.

Hoje tive que ir ao médico.
Para quem me conhece, sabe que sou um pouco (a tender para o bastante) hipocondríaco... parece-me um problema hereditário, este do hipocondríaco... E vem do lado da família materna ;-)

Além disso, e como não sou médico, tive a brilhante ideia de fazer um auto-diagnóstico consultando vários sites na Internet. Ideia brilhante... foi um instante até entrar em parafuso, e já a sentir todos os sintomas possíveis e imaginários.
Assim sendo, e para acalmar, resolvi ir a um médico no Japão para me diagnosticar uma pequena inflamação... tão pequena, que nem necessita de remédios... mas eu já me sentia a morrer!

Bem, a experiência, foi mais uma vez digna de registo:
1) Depois de consultar os recursos humanos da minha empresa, sobre clínicas/hospitais onde os expatriados habitualmente vão, lá me foi indicada uma clínica Internacional, a "Tokyo Medical and Surgical Clinic" ao pé da Torre de Tóquio (que é muito parecida com a Torre Eiffel, mas tem mais 13 metros de altura... para irritar os Franceses!)
2) Telefono às 11:34. Atende-me uma telefonista logo em Inglês... pensei logo: "Eh pá! Em Inglês?!? Isto está a começar a correr bem!"
3) Transcrevo a conversa para marcação:
Nuno: Bom dia. Quero marcar uma consulta de Medicina Interna o mais rapidamente possível. É a primeira vez que vou à clínica para uma consulta.
Telefonista: Está bem. A que horas pode hoje?
Nuno: Hoje?!?
Telefonista: Sim, hoje. Temos vaga às 12:20, às 12:40 e depois só após o almoço, às 14:20.
Nuno gaguejou: Mas, mas... são 11:30. Então deixe-me ver... Às 12:40, pode ser?
Telefonista: Sim. Então terá consulta às 12:40. Será atendido pelo Doutor Fujii. A consulta custará 10.000JPY excluindo quaisquer exames ou medicamentos. Terá que estar cá 10 minutos antes, para preencher os papeis por ser a primeira vez. Qual o seu primeiro e último nome bem como telefone de contacto?
Nuno pensou: Bolas! Isto é informação a mais... nunca vi uma coisa assim...
Nuno soletrou bem devagarinho: "O-L-I-V-E-I-R-A, N-U-N-O"... 090 6566 xxx.
Nuno disse: Obrigado. Confirmado. Estarei aí a horas.

Bem, lá fui... apanhei um táxi para chegar a tempo... "Tokyo Tower madé" foi facilmente percebido pelo taxista... ufa!
Cheguei às 12:20, preenchi os papeis, fui atendido às 12:40 pelo Doutor Fujii... já o tinha visto pela Internet, velhinho Japonês:

Pensei: Estou feito... um velhinho Japonês... Deve ter uns 100 anos e não deve falar "pevas" em Inglês. A comunicação vai ser difícil... e será que estará actualizado para me tratar estas minhas doenças gravíssimas?!?
Bem, o homem falava um Inglês perfeito... bem melhor do que o meu, que se tem vindo a deteriorar a olhos vistos no Japão. Lá me diagnosticou, mandou-me embora e aconselhou-me não fazer pesquisas na Internet!
Às 12:55 já estava de lá para fora, com tudo pago... e pago com VISA!
Bem empregues foram estes 7.350JPY (cerca de 55 Euros)!

Faz-me lembrar as consultas, em médicos, clínicas e hospitais PRIVADOS, em Portugal... onde esperamos várias horas pelo Excelentíssimo Senhor Doutor... que muitas vezes vem atrasado pois teve uma longa "patuscada" ou "imprevisto de última hora" (sempre diários?!?)... o único que não falha é o meu dentista! Será que o Dr. Mário Canadas tem ascendência Japonesa?!? Vou-lhe perguntar...

sexta-feira, 28 de Novembro de 2008

O mundo é pequeno... sobretudo no Japão

Images credit of SWRT.com
A comunidade expatriada é pequena em Tóquio.
Quando digo pequena, digo que não são raras as vezes que encontramos pessoas conhecidas nos mesmos sitios, seja para almoços, jantares, bares ou noitadas… sejam elas amigos, conhecidos ou pessoas que só conhecemos "de vista"... mais famosas ou menos famosas.
É assim a vida de expatriado neste país… partilhamos os mesmos gostos e temos o mesmo conceito de diversão, bastante diferente do conceito de diversão Japonês… genericamente falando, está claro.

Estava eu numa noite de Sábado, com amigos, num bar chamado Heartland… ambiente curioso… muitas Japonesas, muito Ocidentais… enfim, clima de "pick-up point"…
Uma curiosidade: Muitos dos Ocidentais frequentadores deste bar, são expatriados ligado à banca, banca de investimento, etc… neste momento já foram quase todos para casa… e quem sofre com isso são os pobres proprietários de bares e discotecas em Tóquio!

Bem, voltando "à vaca fria", como dizia o meu antigo chefe…
Estava eu na casa de banho, a "aliviar a pevide" (de vez em quando lembro-me de cada expressão!!!), quando entra um rapaz loiro, a cantarolar, ainda mais animado do que eu, e "aterra" no urinol ao meu lado… Diálogo:

Nuno: És de onde?
Desconhecido: Sou da Noruega. Norueguês…
Nuno: Hum….

Nuno: E o que fazes no Japão?
Desconhecido: Sou piloto de Ralis
Nuno: Porreiro… deve ser giro.

Desconhecido: Não me conheces?
Nuno: Não. Desculpa, mas não sou grande entendido em Ralis…
Desconhecido: Sou piloto oficial da Subaru. Estou aqui em treinos para o Rali do Japão.
Nuno: Ah… ok.

Deconhecido: Sou o Solberg.
Nuno pensou: "Sim, sim… e eu sou o Pai Natal"
Desconhecido: O Petter Solberg…
Nuno pensou: Eh pá… será que este gajo está a sério...
Nuno: Estás a gozar?
Desconhecido: Não, a sério. Conheces o presidente da Microsoft em Portugal?
Nuno: Não pessoalmente. Só de nome… e tu?
Desconhecido: Eu conheço-o muito bem. Sou amigo pessoal dele. Por causa do jogo de Rali da Microsoft… foi assim que nos conhecemos.
Desconhecido: Espera… vou-lhe telefonar para ele te confirmar que sou mesmo o Solberg.
Nuno: Oh pá… deixa lá… eu acredito!
Desconhecido mostra-me o nome, o telefone e liga…
Nuno pensou: Bem… nove horas a menos em Portugal… o gajo já deve estar acordado…
Nuno: Está bem… se ele atender passa-me lá o telefone…
Desconhecido...passado um bocado: Bolas não atende… mas sou mesmo o Solberg! Bem, adeus!
Nuno: Adeus! Prazer em conhecer-te! Até à próxima… Same time, same place!

E foi assim... Surrealista!
Em resumo… este senhor é o Petter Solberg, Norueguês, piloto oficial de Ralis da Subaru, campeão do mundo em 2003 e parte da elite mundial de pilotos.

Images credit of SWRT.com

Isto quase que era o mesmo que encontar o Michael Schumacher, na noite, numa casa de banho de um bar, perguntar-lhe de onde era e o que fazia!
Só em Tóquio...

sábado, 22 de Novembro de 2008

Os meus terceiros visitantes...

... e curiosamente da Ilha Terceira, Acores... para quem nao conhece, ilhas Portuguesas paradisiacas, no meio do Oceano Atlantico, onde vivi uns fantasticos 8 anos da minha vida (dos 10 aos 18 anos).



Bem, este tributo a estes meus grandes amigos, que ja os conheco ha mais de 25 anos (bolas, estou a ficar velho!!!), vem com mais de um mes de atraso.
Visitaram-me em Outubro, apos uma passagem pelo "3o" mundo... desculpem, pela China, mais concretamente Shangai. Para que nao haja ofensas, a grande maioria dos paises deste nosso planeta terra, nao fica muito longe do 3o mundo, quando que comparado com o Japao... claro que fazendo uma comparacao simpatica para com esses paises!

Adiante... um brinde,"Kampai" em Japones, aos meus ilustres visitantes Acorianos... como eles dizem... Acorianos nao... Terceirenses!!!


Mario Mendes e Paulo Eduardo
Japao, 03 de Outubro a 18 de Outubro de 2008

Comecando pela segunda semana da sua estadia, fizemos uma fantastica viagem a Kyoto, Nara, Himeji, Hiroshima e Miyajima.
Alem de visitarmos sitios lindissimos por esse Japao fora, que talvez os venha a descrever em futuros artigos, a viagem acabou por servir tambem para algum repouso apos uma extenuante semana inicial em Toquio. Nao, e nao foi por causa do inevitavel "jetlag", mas sim pela exploracao constante da noite em Toquio... ate se queixavam que so conseguiam ver Toquio de noite, tal a intensidade das actividades nocturnas!

Sim, porque na primeira semana do Mario e do Paulo em terras do sol-nascente, eu estava ca sozinho... ate calhou bem... tera sido coincidencia?!? Ai que alguem me vai "matar"...
Ja nao os vi ha algum tempo... mas ja nao estavamos os tres juntos ha muito, muito, muito tempo... claro que tivemos que por a conversa em dia a volta de uns valentes copos! E sempre no local do costume. O antro de perdicao chamado Roppongi. Nao fiquem com a ideia errada... e um sitio muito divertido para se sair a noite... farto-me de la passar as noites de fim de semana com mulher e amigos... mas sempre a abrir!

Bem foram noitadas constantes, pois era a unica maneira de pormos a conversa em dia, esta claro!
Ate houve um deles que se "perdeu" na noite... mas sempre bem acompanhado!


O Paulo e as modelos...


O Paulo e a bar-woman...


O Paulo e uma amiga...


O Paulo...Ups!!!

E mais nao digo...

Nota: A publicacao destas fotografias foir devidamente autorizada pelo visado... pois Roppongi, e' como Las Vegas... "What happens in Roppongi stays in Roppongi!"

quinta-feira, 13 de Novembro de 2008

O Blog... Nuno-san no Japão... Parabéns!

Ups... já quase que me esquecia... quase tão importante como o meu primeiro aniversário a viver em terras Nipónicas, é agora a vez do primeiro aniversário deste magnifico blog ;-)
Parabéns blog! Fazes hoje um ano desde que foste lançado, na bonita noite de 13 de Novembro de 2007, ainda nos 21,18m2 em Yokohama.

Arranquei com este blog para responder a questões repetidas e recorrentes de familiares, amigos e colegas de trabalho (alguns, são mistura dos três, ou pelo menos de dois!).

A razão era simples... a 12.000Km de casa, a 9 fusos horários de diferença, esta pareceu-me a melhor maneira de responder a: "o que fazes?", "estás a gostar?", "como é aí a vida?", "tens saudades?", "como é que são as Japonesas?", etc...

Claro que poderia responder, respectivamente, com um simples: "Nada", "Muito", "Diferente", "Não" e "Boas" ;-)

Mas quis fazer mais... Este blog, mais do que para mim (embora me vá servir no futuro como um "diário" digital de uma etapa passada da minha vida), é para vocês, caros leitores.

Sei que a minha "plateia" é bastante heterogénea... vai desde os quase "info-excluidos" até aos utilizadores mais avançados. Agradeço a todos. Recebi comentários, e sou seguido, por pessoas que conheço e não conheço. Até já cheguei ao conhecimento de alguns no mundo real, através deste espaço virtual.

Obrigado Mãe, Maria, Pai, Inês, Mariana, Herika, Isabel N., Ângelo, Paulo V., Diogo, António BB, António R., Luísa B., Sérgio D., Luís P., Luís MVS., Helder P., Ana A., Teresa M., Natércia, Tutu, Gonçalo S., Pimá, Japão Tradicional, João M., Pedro Y., João V., Joaquim M., etc...

E aos Anónimos que leêm, mas que não consigo indentificar, e que não têm tempo, paciência, necessidade ou vontade para deixar comentários, o meu também muito obrigado. Sei que andam por aí!

Vamos lá ver se chego aos dois anos...