quinta-feira, 18 de setembro de 2008

A honestidade Japonesa... Inacreditável!

Perdi ontem o meu passe mensal dos transportes. Custa a módica quantia de 43.790 JPY, ou seja algo como cerca de 290 EUR! Não andando, nem tendo carro por cá, não tenho despesas com gasolina, seguros, manutenção, etc... mas mesmo assim, o passe não é nada barato...

Tinha comprado o passe esta semana e era válido até meio de Outubro. Estava novinho. Calculam a minha fúria!

Perdi-o a caminho de casa... algures durante o percurso de 10 minutos a pé entre a estação de comboios e o apartamento. Deve-me ter caído do bolso quando tirei o telemóvel para fazer uma chamada. Era parecido com este meu do mes passado:



Hoje de manhã, e por descargo de consciência, pedi às miúdas da recepção para telefonarem para a companhia de transportes, policia e lojas de conveniência ao pé de casa. A única identificação no passe é o meu nome, só "Nuno"... embora não existam muitos no Japão. O passe pode ser utilizado por qualquer pessoa, desde de quem em posse dele. Ou seja, as probabilidades de aparecer são reduzidas... só que estamos no Japão!

E então, não é que me telefonaram a dizer que o passe foi encontrado na rua e entregue na estação da policia?!? Só mesmo aqui! Eu já estava a imaginar alguém a andar à borla de transportes durante um mês!

Para a próxima tento perder uma nota de 10.000 JPY (65 EUR) para ver se alguém entrega... o que não me admirava nada!!!

Já me tinham dito que os Japoneses eram um povo extremamente honesto e sério. Se perdesse-mos alguma coisa, apareceria sempre algures. Pelo que já vi e vivi por cá não me era dificil acreditar nas histórias que ia ouvindo. Mas agora aconteceu comigo. Aqui fica a "prova provada" que este é um país único, e uma "pérola" no mundo!

4 comentários:

(o outro) Antonio disse...

Nuno, há já 20 anos, no tempo em que não havia telemóveis, esqueci-me do meu porta-moedas em cima de um telefone em Ginza. Só quando ia a entrar no metro, à procura do passe que estava no porta-moedas, me apercebi de que não o tinha. 1º pensamento "fui roubado!". 2º pensamento "no Japão não há roubos". 3º pensamento "vamos lá pensar por onde andei e calculei a cabine telefónica". Quando voltei lá (estavam pessoas a aguardar quando acabei o telefonema) estava uma pessoa a telefonar e o porta-moedas estava exactamente no sítio onde o deixei. Note-se que decorreram talvez 20 ou 25 minutos e no porta-moedas estavam 60.000 ienes, o equivalente hoje a 400 euros, para além de outros documentos. E note-se que em Ginza passam Tantas pessoas por dia como a população de Portugal!
Adoro o nosso país e a Europa para férias de 10 dias, e sempre com "olho em quem está à volta". Viver aqui, num país mais desenvolvido e com melhor nível de vida do que qualquer país europeu, e onde se preservam os valores(não só no que se refere ao roubo), não com medo da punição legal, mas pelos principios morais, e portanto comunmente praticados, é uma benção!
Os ocidentais não devem gostar de ouvir isto, mas que Deus ajude os japoneses a guardaram o Japão à japonesa!

Samira disse...

Olá ... as vezes dou uma passadinha aqui no seu blog, que descobri bem por acaso ..e apesar de ser brasileira, claro, dá pra entender tudinho que você escreve hehe. Mas hoje TIVE que comentar, porque essa honestidade japonesa é uma coisa só. Uma vez esqueci minha camera digital dentro do trem, rosa, linda, novinha. e não é que veio uma japa correndo atras de mim pra me devolver a camera? Eu e outros brasileiros ficamos impressionados, mas afinal, é Japão, não é Brasil ou outro país hehe.
Nossa acho que ficou meio grande o meu comentário rs =P.

Pratas disse...

Até ficaste de olhos em bico :) Aqui não terias essa sorte mesmo...

Abraço

Erika disse...

Estorias como essa sao faceis de escutar aqui no Japao.
Um amigo coreano perdeu a carteira que continha 300.000 ienes, na frente de um banco, logo apos ter feito um saque antes de voltar a Corea. Estava bebendo com os amigos, chorando por ter perdido tanto dinheiro, quando tocou o telefone celular, dizendo que tinham entregue a carteira num posto da policia. A bebedeira virou festa, agradecendo a honestidade dos japoneses^^