sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

As cidades mais globais do mundo

Saiu recentemente um artigo na "Business Week" sobre um estudo efectuado pela "A.T. Kearney" sobre o quais as cidades mais globais do planeta. O chamado "Global Cities Index".

Estes estudos são sempre um pouco discutíveis e dependem muito de quais os parâmetros que estão a ser avaliados. No entanto, neste caso em concreto, as regras eram um pouco diferentes do habitual indicador "qualidade de vida", que é sempre bastante subjectivo:

"The Global Cities Index, released this month, ranks the world's top metropolises by measuring dozens of attributes grouped into five broad categories: business activity, human capital, information exchange, political engagement, and cultural experience."

Claro que Tóquio lá estava no topo, logo de seguida a Nova Iorque, Londres e Paris…



Felizmente já tive oportunidade de visitar estas três cidades que ficaram "à frente" de Tóquio, mas sempre em turismo (que é muito diferente do que viver por lá... embora quem o faça, adore).
Sinceramente acho que Tóquio dá uns "10 a zero" a cada uma delas… pelo menos nos factores que para mim são muito importante e que já os referi aqui por diversas vezes. Aqui ficam de novo, sem nenhuma ordem especial, para quem ainda não me ouviu: educação, sofisticação, respeito pelo outro, serviço ao cliente, limpeza, segurança, honestidade, organização, responsabilidade social e mais uma mão cheia deles.

Fico contente pela classificação. Até ver, gosto de viver em cidades grandes (hoje em dia chamadas de "Megacities/Megapolis"… mais de 10 Milhões de habitantes) e verdadeiramente globais… cada vez mais me considero um cidadão do mundo.

Ah… E uma cidade global não quer dizer "heterogénea" ou "cosmopolita"… acho que se anda a exagerar nas aberturas das fronteiras e politicas de emigração. Claro que é necessário, mas tudo dever ser feito com "conta, peso e medida"… caso contrário originam-se desigualdades sociais enormes bem como falta de integração na sociedade de quem vem de fora… o que se traduz em graves conflitos sociais que levam à pobreza, miséria e consequentemente à insegurança. Veja-se o que está a acontecer no nosso Portugal, outrora um país pacífico à beira mar plantado. Até o clima já não é o mesmo!

Bem, deixa-vos aqui um excerto. O artigo completo pode ser consultado em: "The World's Most Global Cities (The Global Cities Index)":

"Tokyo
The sun continues to shine on Japan's vivacious capital. With the highest number of Global 500 companies in the world calling Tokyo home and a highly educated population—Tokyo boasts the world's highest ratio of university-educated residents—Japan's largest city is certain to remain a global leader. But Tokyo isn't just all work and no play. Visitors and residents have countless choices for dining out: Tokyo's international cuisine is ranked second worldwide. The city also finishes a respectable seventh in the availability of museums."

Sim, é a cidade do mundo com o maior número de habitantes com graus universitários… ainda alguém duvida da importância da educação para o desenvolvimento de um país?!? Pelo que ouvi dizer, em Portugal anda-se a brincar às greves e manifestações… é o que a malta gosta… "batatada" entre o governo (qualquer que ele seja) e a massa popular…

Ah… e Tóquio é a cidade do mundo com mais estrelas Michelin… e uma das cidades mais caras do mundo para viver… ups, nem tudo é perfeito!

3 comentários:

Pratas disse...

É uma cidade muito à frente sem dúvida...

Sim aqui andam os professores às turras com a ministra por causa da avaliação de desempenho... é mais do mesmo... Seja qual for o tema, sempre que 1 vem com uma ideia vêm logo 3 ou 4 a destruir... não admira que as coisas não evoluam por aqui, o povinho tuga está demasiadamente viciado nesta maneira de ser estúpida, o ser mais esperto que o outro.

Marco Rebelo disse...

brevemente irei a tokyo..tenho aí amigos..
boa fortuna a sua :)

Gonçalo Sousa disse...

Totalmente de acordo! Estive aí apenas uns dias e tudo o que referes é verdadeiro. Tokyo é uma cidade surpreendente, educação e respeito das pessoas, organização fantástica, consciência social e logo tambem ambiental. Estar numa estação de metro onde passam 2 milhões de pessoas por dia e não levar um único empurrão, não haver um papel no chão, um qualquer barulho que te pertube só mesmo ai. Valeu a pena conhecer Tokyo...foi uma lição que todos os ocidentais deveriam aprender!

abraço

Gonçalo